O acesso a recursos financeiros para investir em infraestrutura urbana sustentável é um dos principais obstáculos que cidades brasileiras enfrentam na transição para um novo modelo de desenvolvimento, mais resiliente, inclusivo e de baixo carbono. Nesse cenário, as instituições financeiras de desenvolvimento, que tradicionalmente apoiam a viabilização de projetos de infraestrutura urbana, estão em posição única para desbloquear recursos em conjunto com as cidades e atrair recursos internacionais e do setor privado. 

Foi para impulsionar essa transformação que o WRI Brasil criou a Rede de Financiamento para Infraestrutura Sustentável em Cidades (Rede FISC). A Rede FISC tem como objetivo ampliar a colaboração, a coordenação e as trocas entre as instituições que apoiam as cidades na viabilização de infraestrutura urbana sustentável, a fim de identificar e construir ações conjuntas para potenciar seu impacto e reduzir a lacuna de infraestrutura sustentável nos centros urbanos brasileiros. 

A Rede FISC reúne instituições financeiras de desenvolvimento internacionais, nacionais e locais, representantes do setor público, e outras instituições envolvidas no financiamento de infraestrutura urbana no Brasil. Desde 2018, os encontros da Rede reuniram mais de 46 instituições, entre elas Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). 

Espaço de discussão e produção de conhecimento

A principal frente de atuação da Rede FISC são os encontros periódicos para disseminação de conhecimento, discussões e trocas de experiências sobre o financiamento de infraestrutura urbana sustentável. As reuniões são espaços de  cocriação de ideias e consolidação e sistematização do conhecimento sobre a temática. 

Em 2021, a Rede incorporou em sua atuação Grupos de Trabalho (GT) com foco em avançar temas e iniciativas específicas de interesse comum dos integrantes. O primeiro desses grupos, o GT para Financiamento da Resiliência Climática em Cidades Brasileiras com foco em Soluções Baseadas na Natureza (GT Financiamento SBN) visa impulsionar ações e iniciativas de fomento ao financiamento de SBN em cidades no Brasil. O grupo faz parte também das ações da Aliança Bioconexão Urbana.

O conhecimento acumulado nos encontros dos três primeiros anos da Rede FISC foi sintetizado no relatório Financiamento de Infraestrutura de Baixo Carbono nas Áreas Urbanas no Brasil, lançado em setembro de 2021 em conjunto com a GIZ no âmbito do projeto Felicity e com o Ministério de Minas e Energia. O estudo consolida o diagnóstico das discussões da FISC sobre as barreiras de acesso ao financiamento de infraestrutura de baixo carbono no Brasil e propõe nove recomendações a governos e instituições financeiras para ampliar o financiamento verde e climático em cidades brasileiras.